Principais Notícias por Marlos Teixeira 

Resultado de imagem para botafogo escudo

Botafogo e Chapecoense ficaram devendo futebol, mas o torcedor presente no Nilton Santos fez festa já no apagar das luzes. Aos 50 minutos da segunda etapa, Vinicius Tanque, de cabeça, balançou a rede, virou o jogo e garantiu os três pontos para a equipe de Jair Ventura. Apodi e Brenner, também em jogada aérea, deixaram suas marcas. 

Se o jogo ganhou emoção no fim, ficou devendo qualidade durante os quase 100 minutos de bola rolando. Foram raras as chances de gol. A bola ficou 45 minutos parada (46% do tempo), isso pelo excesso de faltas (30) e passes errados (60). O jeito foi levantar a bola na área - três delas pararam no gol, com Apodi, Brenner e Vinicius Tanque. 

A Chape não perdia há três jogos. E, por um tempo, segurou o Botafogo no Nilton Santos, mas teve dificuldade na criação. A única chance foi aproveitada por Apodi, de cabeça, nas costas de Victor Luis. A equipe de Santa Catarina tentou fechar a marcação, mas acabou cedendo a vitória ao Botafogo no fim - foi a 13ª derrota da Chape no Brasileirão. 

Com 43 pontos  na  6ª posição no Brasileirão o Glorioso encara o  Vasco, sábado (14/10), às 19h, no Maracanã.

Resultado de imagem para escudo do fluminense pequeno

A semana foi tumultuada. Com protesto no aeroporto, no retorno de Porto Alegre, onde perdeu para o Grêmio, o Tricolor ainda conviveu com exoneração do então vice de futebol Fernando Veiga, recusa ao cargo de Carlos Alberto Parreira e reunião de jogadores com organizadas no CT. Dentro de campo, Abel tentou achar soluções ao time. Renato Chaves, recuperado de lesão muscular, está à disposição.

O comandante tricolor não conta com Frazan (suspenso), Wellington Silva (dores no púbis), Henrique (estiramento muscular) e Luiz Fernando, Marquinho e Marquinhos Calazans (cirurgia no joelho).

O Tricolor deve ir a campo com : Diego Cavalieri, Lucas, Nogueira, Reginaldo, Léo; Richard, Douglas, Wendel, Sornoza, Scarpa; Henrique Dourado.



 







 





 


 












 







 



 




 


 










 

 



Resultado de imagem para flamengo escudo

O Rubro-Negro, depois da derrota por 1 a 0 para a Ponte Preta, teve tempo para treinar. O treinador colombiano tentou trabalhar posicionamento defensivo e jogadas ofensivas, já que, até então, não tinha tido um período tão grande livre desde a chegada ao Flamengo. A única dúvida é no ataque: Vizeu ou Paquetá disputam a vaga de Guerrero, que volta da seleção peruana só nesta quinta.

Reinaldo Rueda  não conta com Guerrero e Trauco, que estavam com a seleção peruana, Cuéllar, com a Colômbia, e Diego e Vinicius Junior, lesionados.

O Rubro-negro deve ir a campo com: Diego Alves, Pará, Réver, Juan, Renê; Márcio Araújo, William Arão, Éverton Ribeiro, Everton, Berrío; Felipe Vizeu.

Resultado de imagem para escudo do vasco pequeno

O Vasco parecia encaminhar uma vitória tranquila na Ressacada, após jogar melhor e abrir dois gols de vantagem sobre o Avaí no primeiro tempo. Mas, aos 15 da etapa final, os cariocas viram Andrés Ríos receber cartão vermelho e tiveram que se segurar com um a menos. Da falta da expulsão, saiu o gol dos donos da casa, que martelaram, mas não conseguiram empatar na base do abafa: 2 a 1.
A equipe de Zé Ricardo voltou a vencer após três jogos, enquanto os comandados de Claudinei Oliveira perderam a segunda consecutiva em seus domínios. Os vascaínos se afastaram mais do Z-4 e impediram que os rivais catarinenses empatassem em número de pontos.

Depois de um belo início de returno, quando chegou a ter a melhor campanha simbólica entre os 20 clubes, o Leão caiu de produção. Chegou agora à segunda derrota seguida na Ressacada, está há quatro jogos sem vencer na competição e afundado no Z-4, com 30 pontos.

Depois da vitória, Nenê falou sobre o objetivo de "subir e buscar a Libertadores". Agora com 36 pontos, o Vasco está a três do Flamengo, último time na zona de classificação, mas que nesta quinta ainda enfrenta o Fluminense pela 27ª rodada. Resta secar o rival para manter a diferença e buscar nas rodadas restantes.

Andrés Ríos fez gol pelo segundo jogo consecutivo, mas acabou ficando marcado pela expulsão na partida. O primeiro amarelo foi recebido após choque com Capa ao tentar puxar contra-ataque no primeiro tempo, e o segundo veio por ter deixado o braço em Pedro Castro ao sair jogando. E o argentino ainda tentou burlar a regra e ficar vendo o jogo no entorno do campo, mas logo foi advertido e foi para o vestiário.