Principais Notícias por Marlos Teixeira 

Resultado de imagem para botafogo escudo


Eduardo Barroca deixou o Mineirão após o empate por 0 a 0 entre Cruzeiro e Botafogo satisfeito com a postura de sua equipe. A segurança defensiva apresentada por seus jogadores o agradou, e a disposição demonstrada pelos atletas também foi destacada.

- De uma forma geral, Botafogo fez uma partida muito linear, sem muitos riscos defensivos. Não sofremos gols em quatro jogos dos 10 que fizemos. Ainda estamos nos desenvolvendo em uma série de coisas que a gente precisa crescer ainda, mas saímos satisfeitos com a entrega dos jogadores.

Resultado de imagem para escudo do fluminense pequeno

Nenê já está no Rio de Janeiro para assinar com o Fluminense. O meia, que rescindiu com o São Paulo na última sexta-feira, desembarcou na tarde desta segunda no Aeroporto Santos Dumont para realizar exames médicos e firmar contrato nas Laranjeiras até dezembro de 2020. Com 38 anos a completar na próxima sexta, o experiente jogador chega para ser uma das referências do elenco ao lado de Paulo Henrique Ganso, minimizando a idade avançada e sonhando com título:

Nenê deixou o aeroporto direto para o Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, para realizar os exames médicos e depois assinar contrato. A diretoria tenta finalizar tudo a tempo de anunciar oficialmente o reforço ainda nesta segunda e levá-lo ao jogo contra o Ceará, às 20h (de Brasília), no Maracanã.

Os dois times têm desempenho parecido. Em 14º lugar, o time nordestino soma 10 pontos. O carioca, com dois a menos, é o 17º colocado, o primeiro da zona do rebaixamento.

Muriel foi contratado, mas não será titular. Diniz entende que Agenor está melhor preparado. Na defesa, Gilberto e Digão voltam após lesões. Luciano dá lugar a Pedro no ataque e, desta forma, a estrutura da equipe está mantida.

O Tricolor  deve ir a campo com: Agenor; Gilberto, Digão, Nino, Caio Henrique; Yuri Lima, Ganso, Daniel; Yony Gonzalez, João Pedro e Pedro.

A Rádio Grande Rio 1560 AM e a Rádio Webtotal transmitem a partida.(www.radiowebtotal.com)

Narração : Maurício José

Reportagens : Mariana Correa e Marcelo Cunha




Confira treinamento de Pedro, do Fluminense





--:--/--:--


 




 


 










 

 



Resultado de imagem para logo flamengo

A barração de Cuéllar na partida contra o Goiás pegou muitos torcedores do Flamengo de surpresa, mas dentro do clube a decisão do técnico Jorge Jesus apenas escancarou o clima desconfortável que o volante vive após a Copa América. O jogador, xodó da torcida, já falou sobre o sonho de se transferir para a Europa, mas, de acordo com integrantes da cúpula do futebol rubro-negro, nunca foi apresentada uma proposta. Versão questionada por pessoas ligadas ao jogador.

Após ser eliminado com a seleção da Colômbia na Copa América, onde fez apenas um jogo e marcou um gol, Cuéllar retornou ao seu país sem autorização do Flamengo e só se reapresentou cinco dias depois da derrota para o Chile. Oficialmente, o clube diz que o atleta foi liberado por dois dias, mas a situação não pegou bem internamente. No Ninho do Urubu, conversou com o vice de futebol Marcos Braz. No papo frio, ouviu que apresente propostas de outros clubes. Um eventual reajuste salarial não entrou em pauta. De Jorge Jesus, não recebeu explicações por sair do time. E não gostou.

Cuéllar tem 26 anos - completa 27 em outubro - e em 2018 renovou o contrato com o Flamengo até junho de 2022. Seu salário não está entre os maiores do elenco, e ele passou a se sentir desprestigiado. A relação da diretoria com os representantes do colombiano também não é boa - Cuéllar já teve mais de três agentes à frente de seus interesses desde 2016, quando chegou à Gávea.

O clube não tem intenção de alterar os vencimentos do atleta agora, principalmente sem a oficialização de uma oferta de outra equipe. Está respaldado por mais três anos e meio de vínculo e multa de € 70 milhões. Vale destacar que Cuéllar tem sido um dos jogadores mais regulares do elenco desde o ano passado e é um dos atletas mais queridos pela torcida rubro-negra.

Após o fim do jogo contra o Goiás, com goleada de 6 a 1, os jogadores foram para o centro do campo agradecer o apoio dos torcedores, incentivados por Jorge Jesus. De cabeça baixa, Cuéllar foi se encaminhando para o vestiário. Após insistência de um integrante da comissão técnica, ele retornou, aparentemente contrariado. Quando os outros atletas, com as mãos dadas, faziam a saudação, ele apenas bateu palmas, se virou e tomou o caminho da saída novamente, sozinho 

Resultado de imagem para escudo do vasco pequeno

O Vasco vai tentar impugnar a derrota sofrida para o Grêmio, no último sábado, pelo Campeonato Brasileiro. O departamento jurídico do clube vai entrar com uma ação até terça-feira no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) apontando erros procedimentais do árbitro Rodolpho Toski Marques na anulação do segundo gol de Yago Pikachu - a partida estava 1 a 0 para o Cruz-Maltino, e o time gaúcho acabou virando para 2 a 1.

- A gente não concorda com o que aconteceu no jogo. Viemos de uma preparação muito boa em Foz do Iguaçu e queríamos algo a mais nessa partida. A gente entende que o VAR é importante, mas estamos entrando em uma área de interpretações de lances que estão causando confusões. Foi um lance desconectado e uma avaliação equivocada. Não houve reclamação dos jogadores do Grêmio. Mudou o panorama do jogo - afirmou o diretor de futebol do Vasco, André Mazzucco.

Nos bastidores de São Januário, fala-se em erro grosseiro do árbitro e comenta-se também que o responsável pelo VAR, Paulo Roberto Alves Junior, foi o juiz do jogo entre Palmeiras x Botafogo, que também motivou um pedido de anulação do clube carioca.

- O VAR tem critérios que não são claros e tem que haver uma revisão nesses critérios. Você tem muitos árbitros envolvidos e acaba tirando a autonomia do árbitro. Todo mundo acompanhou Botafogo e Palmeiras, inclusive foi o mesmo arbitro dessa partida - completou Mazzucco.

No caso do Vasco, o lance ocorreu no início do segundo tempo. Após o gol marcado por Pikachu, o árbitro Rodolpho Toski Marques revisou a jogada no vídeo e detectou uma falta de Rossi no início da ação. Ele deu cartão amarelo para o atacante - que cumprirá suspensão na próxima rodada.

O Vasco voltou a treinar na tarde desta segunda-feira, no CT do Almirante. O próximo jogo da equipe é contra o Fluminense, no sábado, em São Januário.