Principais Notícias por Marlos Teixeira 

Resultado de imagem para botafogo escudo

O Botafogo fez apenas o suficiente e venceu a Ponte Preta por 2 a 0 na noite deste domingo, no Nilton Santos, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. O suficiente, porém, neste caso, pode ser entendido também como dois golaços dos volantes Bruno Silva e Rodrigo Lindoso. Foi a primeira vitória do Alvinegro na competição.

O jogo no Nilton Santos era equilibrado até os 20 minutos do primeiro tempo. Os dois times ficavam muito pouco com a bola e erravam passes decisivos na hora de criar jogadas. Até que Bruno Silva aproveitou um lance mal afastado pela Ponte Preta e abriu o placar para o Botafogo. A partir de então, os visitantes tentaram sair mais para o ataque, mas ainda sem sucesso por causa dos erros sucessivos no setor de criação.

Depois do intervalo, à frente no placar, o Botafogo recuou um pouco, mas não o suficiente para ser pressionado pela Ponte Preta. Os donos da casa seguiram dando trabalho aos visitantes com contra-ataques bem construídos, mas foi novamente de fora da área que o Alvinegro colocou números finais à partida: Rodrigo Lindoso arriscou de mais longe ainda do que Bruno Silva e ampliou o placar no Nilton Santos.
Depois do segundo gol sofrido, a Ponte Preta se lançou de vez ao ataque e deu ainda mais espaços ao Botafogo, mas ninguém mexeu mais no resultado.

Com a vitória, o Botafogo chega a três pontos no Campeonato Brasileiro e fica na 12ª posição da tabela. A Ponte Preta, com a mesma pontuação, está em nono lugar. O time carioca volta a campo no próximo domingo para enfrentar o Bahia, às 19h (de Brasília), no Nilton Santos. No mesmo dia, os paulistas vão a Belo Horizonte enfrentar o Atlético-MG, às 11h (de Brasília), no Independência.

Resultado de imagem para escudo do fluminense pequeno

O Fluminense foi eficiente no ataque: marcou dois gols em dois minutos, no primeiro tempo. E também na defesa: segurou a pressão do Atlético-MG (que abusou dos gols perdidos) em quase todo o confronto deste domingo, no Independência, inclusive com um jogador a menos desde os 34 do segundo tempo. A vitória por 2 a 1, além de coroar uma boa atuação, manteve o time de Abel Braga com 100% de aproveitamento. Só perde a liderança do Brasileirão nos critérios de desempate.

O Atlético-MG teve mais volume de jogo, mas o Fluminense foi mais efetivo. Com mais posse de bola (56% a 44%), o Galo buscou o gol, especialmente pela esquerda, nas investidas de Otero e Fábio Santos – aparentou não sentir falta de Robinho, machucado. O Tricolor, com Nogueira no lugar de Renato Chaves, e os retornos de Lucas e Orejuela, conseguiu se defender com eficiência. Marcos Rocha, então, cometeu pênalti em Richarlison. Henrique Dourado converteu. No lance seguinte, Dourado cruzou, Marcos Rocha falhou na marcação e Richarlison ampliou de cabeça. O centroavante do time carioca falharia na marcação de um escanteio. Deixou Gabriel livre, que descontou pouco antes do intervalo.


Atrás no placar, Roger mudou o Galo. Apostou em Maicosuel no lugar de Rafael Carioca. O meia fez boa jogada logo no começo, com Fred levando perigo em chute de fora. O Flu respondeu com ótima jogada de Scarpa, pela primeira vez como titular após a lesão no pé direito. O camisa 10 serviu Dourado, que finalizou para milagre de Victor. O Atlético-MG sem conseguir pressionar, alterou a forma de jogar: Rafael Moura entrou e passou a receber cruzamentos. Em um deles, escorou a Maicosuel, que perdeu gol feito dentro da área. Mas o time carioca conseguiu se defender e conquistou grande vitória mesmo com um a menos: Sornoza, torceu o tornozelo esquerdo, e precisou deixar o campo aos 34 minutos, período no qual Abel já tinha feito as três trocas. No total, o Galo teve 18 finalizações e oito chances de gol – contra 14 e 5 do Flu.

Foi a primeira vitória do Flu contra o Galo no Independência na história do Brasileirão. Justo no jogo de número 250 de Abelão pelo clube. Com seis pontos, está na segunda posição – perde no saldo (4 a 2) para o Grêmio. O Atlético-MG, que não perdia em casa há 11 partidas, é o 14º, com um ponto.

O Atlético-MG volta a campo na quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Couto Pereira, diante do Paraná, o primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil. O Flu, no sábado, às 19h, encara o Vasco, em São Januário, pela terceira rodada do Brasileiro. O Galo, domingo, às 11h, no Independência, recebe a Ponte Preta.













 







 



 




 


 










 

 



Resultado de imagem para flamengo escudo

O Flamengo pode ter um desfalque importante para o jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, contra o Atlético-GO, nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Serra Dourada. O atacante Everton, que levou um pisão no tornozelo direito na vitória por 3 a 0 sobre o mesmo adversário, pelo Brasileirão, no último sábado, corre contra o tempo para se recuperar, mas segue com dores.

Enquanto isso, Guerrero está recuperado do desgaste físico que o tirou da última partida, treinou no hotel em Goiânia, no domingo, e reforça o Flamengo na quarta. Com o retorno do atacante peruano, Leandro Damião volta para o banco de reservas.

Everton iniciou o tratamento no local, com gelo, logo depois da partida do fim de semana, fez raio-x e sabe que não tem fratura. O tornozelo do atacante, porém, segue bastante inchado - ele deixou o Serra Dourada de ambulância para fazer o exame de imagem, já com o pé imobilizado e mancando.

O camisa 22 do time comandado pelo técnico Zé Ricardo ainda será reavaliado nos próximos dias para saber se terá condição de enfrentar o Atlético-GO na quarta-feira, mas é dúvida e preocupa o Flamengo.

Quem também pode desfalcar o Rubro-Negro na "decisão" no Serra Dourada é Gabriel. O atacante também foi substituído durante a partida de sábado, mas por causa de uma pancada na região da costela. Foi diagnosticada uma contratura na musculatura intercostal esquerda, também sem fratura.

O problema, no caso de Gabriel, é que o processo de recuperação é ainda mais complicado, por causa da região onde foi a lesão, entre as costelas. O jogador também deixou o Serra Dourada de ambulância e demonstrando muitas dores (veja no vídeo abaixo). Assim como Everton, será reavaliado nesta segunda-feira, mas é dúvida e deve desfalcar o Flamengo.

Caso os dois não entrem em campo contra o Atlético-GO, Matheus Sávio, Rodinei e Vinicius Junior são opções para o técnico Zé Ricardo. Os dois primeiros entraram nos lugares dos lesionados no último sábado, enquanto a joia negociada com o Real Madrid entrou na vaga de Ederson a 10 minutos do fim e se destacou. Para se classificar na Copa do Brasil, o Flamengo precisa vencer ou empatar com gols na próxima quarta-feira, já que ficou no 0 a 0 no Maracanã, no jogo de ida.

Resultado de imagem para escudo do vasco pequeno

O Vasco se recuperou da derrota sofrida na estreia do Campeonato Brasileiro e, com autoridade, venceu o Bahia por 2 a 1 na manhã deste domingo, em São Januário. Mesmo com Nenê no banco de reservas, barrado por Milton Mendes, o Cruz-Maltino dominou a equipe baiana e venceu a partida com gols de Yago Pikachu e Luis Fabiano para festa da torcida vascaína que encheu as arquibancadas da Colina Histórica. Gustavo descontou para o Bahia. A partida deste domingo também marcou as estreias de Paulão e Breno com a camisa do Vasco.

Foi um domingo especial para Luis Fabiano. Além de ser o primeiro gol de Fabuloso em São Januário com a camisa do Vasco, foi também o 400º dele na carreira. Além disso, foi dele o passe para Yago Pikachu abrir o placar. O atacante quase balançou a rede em outras três ocasiões no primeiro tempo em bons cabeceios. Dois deles foram defendidos por um inspirado goleiro Jean - o outro foi para fora.

O Vasco teve domínio do jogo no primeiro tempo e as principais chances de gols. Com uma escalação diferente, sem Nenê e apostando na velocidade de Kelvin, o Gigante da Colina conseguiu chegar com perigo logo aos sete minutos. Em cobrança de falta, Luis Fabiano apareceu para cabecear e exigir boa defesa do goleiro Jean. Cinco minutos depois, Jean fez milagre em finalização de Fabuloso na pequena área. No embalo da torcida, equipe carioca ainda teve mais oportunidades com Gilberto e Mateus Vital.

Com o Vasco em cima, o Bahia, que teve seis dos seus titulares poupados, não conseguiu colocar em prática a sua estratégia de sair em contra-ataque e só chegou em perigo nas bolas altas. A melhor chance aconteceu aos 34 minutos, quando Juninho cobrou escanteio e a bola passou por todo mundo.

Depois do amplo domínio do Vasco no primeiro tempo, o técnico Guto Ferreira decidiu mandar dois seus titulares poupados para o segundo tempo. Zé Rafael e Allione entraram no início da etapa final e melhoraram a produção ofensiva da equipe baiana. Contudo, não demorou muito e o Bahia tomou um banho de água fria. Aos sete minutos, Martín Silva cobrou tiro de meta, Luís Fabiano ganhou no alto e enfiou para Yago Pikachu, que só teve o trabalho de tirar do goleiro Jean.

Com o Bahia em busca do gol, o Vasco encontrou espaços para jogar no contra-ataque e tentar ampliar o placar. Se Gustavo, em finalização de cabeça, perdeu dois gols incríveis para o Bahia, Luís Fabiano não desperdiçou a chance que teve aos 29 minutos. Fabuloso aproveitou rebote de Jean após defesa em chute de Kelvin e marcou o segundo gol do Vasco, o 400 dele na carreira.

Com o resultado, o Vasco conquistou os seus três primeiros pontos no Campeonato Brasileiro e subiu para a 11ª posição. A equipe carioca aguarda o desfecho da rodada para saber em que posição vai terminar. Do outro lado, com a derrota, o Bahia caiu para a quarta posição, com três pontos conquistados.

O Vasco volta a jogar no próximo sábado, novamente em São Januário. O jogo será contra o Fluminense, às 16h (horário de Brasília). Um dia depois, o Bahia vai ao Engenhão, onde vai enfrentar o Botafogo, também às 19h.