Principais Notícias por Marlos Teixeira 

Resultado de imagem para botafogo escudo


Um gol logo no início e a grande atuação do goleiro Cássio foram determinantes para a derrota do Botafogo para o Corinthians por 2 a 0, nesta quarta-feira, em São Paulo. O Glorioso, que jogou bem e merecia melhor sorte, segue com 17 pontos no Campeonato Brasileiro.

Na volta do Campeonato Brasileiro após a Copa do Mundo, o Botafogo estreou o técnico Marcos Paquetá e teve boa atuação. Porém, foi surpreendido com um golaço de Rodriguinho no início, que mudou a cara da partida.

Eram 2 minutos do primeiro tempo, quando Gabriel dominou com o braço no meio-campo e lançou para a frente, os botafoguenses reclamaram, a bola sobrou e Rodriguinho acertou um chute raro, no ângulo direito. 

O Botafogo não se abalou com o gol sofrido e começou a levar perigo. Aos 4, Ezequiel arriscou por cima. Aos 11, Valencia cobrou falta na área e Rabello, livre, mandou sobre o gol. Kieza também teve chance e ficou em Fágner.

Mandante, o Corinthians pouco conseguia sair, nem mesmo para contra-ataques. O Botafogo voltou a assustar em chute de João Pedro defendido por Cássio.

No segundo tempo, o Fogão voltou com Rodrigo Pimpão. O atacante entrou bem, porém a noite era de Cássio, que fez defesas absurdas. A começar aos 9, quando espalmou finalização de primeira de Pimpão que tinha o endereço do ângulo. 

Aos 18, na única que Cássio não pegou, Igor Rabello mandou para a rede, mas havia impedimento. Ezequiel e Valencia arriscaram, ambos para fora. Em outro lance, Pimpão cruzou da direita e Kieza bateu, a bola desviou e saiu.  Apesar de toda a pressão, quando o Corinthians foi ao ataque, achou o segundo gol. Fágner deu boa bola para Romero finalizar cruzado e ampliar, aos 30.

Ainda assim, o jogo não estava acabado. O Botafogo seguia insistindo. Porém, Cássio fez defesas inacreditáveis em chutes de Gilson, Kieza e Carli, além de cabeças de Rodrigo Pimpão e Igor Rabello. A noite foi mesmo do goleiro corintiano.

O próximo adversário é o Flamengo, sábado, às 19h, no Maracanã.

Resultado de imagem para escudo do fluminense pequeno

O Campeonato Brasileiro está de volta. O Fluminense está de volta! O Time de Guerreiros entra em campo na noite de hoje depois de mais de um mês desde a última partida oficial. A paralisação para a disputa da Copa do Mundo foi de mudanças no futebol Tricolor: a principal delas na comissão técnica, agora comandada por Marcelo Oliveira. Jogadores deixaram o elenco e outros estão chegando para reforçar o grupo. E o primeiro desafio deste novo Fluminense será logo um clássico, contra o Vasco, às 20 horas, em São Januário.

Dentro de campo o torcedor pode esperar um time com uma nova formação tática, mas com a mesma dedicação e comprometimento do primeiro semestre. O técnico Marcelo Oliveira passou as últimas semanas preparando a equipe para atuar com dois zagueiros - um a menos que no esquema utilizado antes da Copa do Mundo -  e outras mudanças também poderão ser observadas pela torcida, segundo o próprio treinador.

Para escalar os onze titulares, Marcelo Oliveira tem praticamente todo o elenco à disposição. A principal dúvida é em relação ao lateral Gilberto, que na última semana torceu o tornozelo direito durante um jogo-treino. O atacante Luciano, recém-contratado, ainda não teve a inscrição regularizada pela CBF e fica de fora do confronto.

Depois de 365 clássicos disputados entre Fluminense e Vasco, o Tricolor tem 118 vitórias com 144 derrotas, além de 103 empates. No histórico recente, o Flu, luta contra um tabu de quatro partidas. O último triunfo Tricolor foi pelo Campeonato Estadual do ano passado, quando venceu por 3 a 0.

O Tricolor das Laranjeiras deve ir a campo com: Júlio César; Léo, Gum, Digão, Ayrton Lucas; Richard, Jadson, Dodi, Sornoza; Marcos Jr e Pedro.



 







 





 


 












 







 



 




 


 










 

 



Resultado de imagem para logo flamengo

Apesar de dominar os 90 minutos de jogo, o Flamengo acabou derrotado pelo São Paulo nesta quarta-feira (18) no Maracanã. O gol adversário foi marcado pelo ex-rubro-negro Everton, no início da segunda etapa. O apoio da Nação foi maciço, com 55.986 torcedores presentes. Agora o foco é no compromisso contra o Botafogo, no próximo sábado, também no Maracanã. 

A proposta de jogo de Mauricio Barbieri foi, do início ao fim, pressionar a equipe do São Paulo. O domínio da posse de bola e territorial aconteceu e mesmo com o adversário tentando parar o jogo com faltas e cera, a equipe rubro-negra criou diversas oportunidades. A primeira delas foi com Everton Ribeiro, aos 12 minutos, em chute que Sidão defendeu.

Ainda nos primeiros 45 minutos, o Mais Querido ameaçaria com jogadas incisivas. Na melhor delas, Lucas Paquetá desviou para o travessão em cabeçada após cobrança de escanteio. Intervalo com 0x0 no placar. 

Na etapa complementar, o São Paulo abriu o placar logo aos 3 minutos com Everton em contragolpe. A partir daí, a equipe do Flamengo buscou incessantemente o empate, encontrou espaços, conclusões, mas a pontaria não ajudou a equipe, além de grandes defesas do goleiro Sidão.

O Flamengo fecha a rodada com 27 pontos, um a mais que o vice-líder São Paulo, após 13 rodadas do Campeonato Brasileiro. 

Resultado de imagem para escudo do vasco pequeno

A noite será de clássico em São Januário! Nesta quinta-feira (19/07), às 20 horas, o Vasco da Gama recebe o Fluminense em sua casa pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida marcará o reinício da caminhada cruzmaltina na mais importante competição nacional. O torneio, não custa lembrar, ficou parado durante a disputa da Copa do Mundo na Rússia.

Vindo de uma vitória sobre o Bahia pela Copa do Brasil, o Gigante da Colina não terá força máxima diante do Tricolor das Laranjeiras. Os laterais Lenon, Rafael Galhardo e Ramon estão entregues ao departamento médico e não poderão atuar. A boa notícia fica por conta da participação do zagueiro Breno, que conseguiu um efeito suspensivo e foi liberado na tarde da última quarta (18) para disputar o importante clássico.

Com 15 pontos em 11 jogos disputados, um a menos que os principais concorrentes, o Cruzmaltino mira a conquista do triunfo para ultrapassar o Botafogo, alcançar o 10º lugar e se aproximar da zona de classificação para a Conmebol Libertadores 2019. No momento,  está quatro apontos atrás do Palmeiras, equipe que possui 19 pontos e fecha o almejado grupo dos seis primeiros colocados.

Adversário vascaíno, o Fluminense passou por uma série de mudanças durante o período de recesso. A principal delas no comando técnico, pois Abel Braga saiu e Marcelo Oliveiro chegou para substitui-lo. Dentro das quatro linhas, entretanto, poucas mudanças. Destaques no primeiro semestre, Sornoza, Marcos Júnior e Pedro estão confirmados. O grande desfalque é o lateral-direito Gilberto, ex-Vasco.

O Vasco,  ostenta uma invencibilidade de quatro jogos diante do adversário. O trio de arbitragem será composto por Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza, Daniel Paulo Ziolli e Bruno Salgado Rizo, todos de São Paulo.

O Gigante da Colina deve ir a campo com : Martín Silva; Luiz Gustavo, Breno, Ricardo, Henrique; Desábato, Andrey, Yago Pikachu, Giovanni Augusto, Wagner; Andrés Rios